PT Experiências anteriores da campanha de doações de FairCoin

Neste artigo, analisaremos com mais profundidade algumas das experiências de grupos que receberam 1.000 FairCoins na primeira parte da Campanha de Doações da FairCoop. Com isso, contextualizamos as informações do post anterior e encerramos a tarefa de divulgação dessa fase. Você pode se inspirar nas boas ideias e energia para colocá-las em prática, além de ver como as doações da FairCoop ajudaram os grupos que se inscreveram. Queremos também aprender com as experiências passadas, a fim de melhorar o relacionamento com os coletivos sem fins lucrativos com os quais nos associamos.

Pedimos a alguns dos 62 coletivos que receberam doações na primeira etapa para nos contar sobre a experiência. Eis o feedback que recebemos:

O primeiro feedback foi uma surpresa para nós: uma cooperativa ecológica que produz alimentos e compra produtos de outros agricultores para a própria loja decidiu vetar o uso de FairCoin depois de receber a doação, uma decisão surpreendente, considerando que o grupo também têm a própria moeda. O Nodo Local mais próximo está tentando descobrir o motivo e, se a cooperativa ainda quiser manter a decisão, ele tentará recuperar as FairCoins doadas para trazê-las de volta ao ecossistema.

Coletivos como a P2P Foundation e Convivir para Papar (Conviver para Comer) estão economizando as FairCoins recebidas até ter uma ideia melhor sobre como gastar a doação. Embora a meta idea é conseguir fazer com que uma parcela dessas FairCoins entre em circulação, economizar a doação até que a oportubidade surja é também uma boa ideia. Já a Cátedra Libre de las Nuevas Economias (Curso Aberto de Novas Economias) planeja comprar um projetor para compartilhar com seus vários parceiros locais.

O Rebost Ca la Ganya (Armazém Ganya), grupo de produtores parte da Ecoxarxa Safor-Valldigna (Rede Eco de Safor-Valldigna), usou a doação muito bem para fortalecer a economia circular local, comprando bebidas artesanais de Flor de Llibertat (Flor da Liberdade). Veja os produtos disponíveis no FairMarket, além das camisas libertárias artesanais de Samarrilleres (Camisetas da Guerrilha). Eles também estão dispostos a estabelecer trocas locais regulares de FairCoins por laranjas, vinhos e queijos, entre outros artigos.

Também tivemos a experiência de dois coletivos que perderam suas FairCoins quando a polícia, em uma operação de repressão política, confiscou seus equipamentos e dispositivos de backups. O valor total perdido, cerca de 3.400 FairCoins, seria hoje muito útil para alcançar seus propósitos. Podemos aprender algo com isso: é preciso ser prudente!  Se você usa uma versão da carteira que pode ser copiada, compartilhe esse arquivo com um colega ou, melhor ainda, guarde o backup na nuvem, de forma segura. A maneira mais simples é usar o Electrum com uma senha de backup de 12 palavras. Felizmente, neste caso, como os computadores haviam sido criptografados, a polícia teve acesso ao dinheiro nem informações confidenciais.

Por fim, Morvedre en Transición (Morvedre em Transição) trocou as FairCoins com seus membros e, com o dinheiro que levantou, comprou 44 mudas de abacate e uma serra de poda, investindo na autossuficiência da cooperativa agrícola libertária Frutopia. Que bom!

Que tal ver todas as coisas que você pode comprar com as FairCoins doadas (https://market.fair.coop/pt_PT/) ou pensar em convidar novos fornecedores em potencial, a fim de tornar este um projeto coletivo maior e melhor? Com os novos requisitos da campanha, pretendemos manter um contato mais próximo com os coletivos que receberem as doações. Veja no fórum como os novos candidatos agora trazem ideias muito boas sobre o que fazer com a doação.

Que tal fazer do seu coletivo o próximo candidato? :)

FAIRCOIN IS BASED ON PROOFED BLOCKCHAIN TECHNOLOGY. USAGE AND MARKET VALUE REMAIN ON YOUR OWN RISK.
Imprint & Contact | Privacy | Logos, Posters and Stickers | Brochures | Presentation Slides | White Paper | CMS Login

To top